ABL Juntos_Novembro 2018

ABL Juntos_Novembro 2018

A árvore solitária de Natal

É... Acabou o Natal. 
Daqui a pouco vão lembrar que precisam me guardar.
Desmontar uma árvore de Natal, não é fácil.
Tirar e separar cada bolinha, cada enfeite, sem falar no pisca-pisca... 
Posso ver a “empolgação” para isso, mas, o Natal acabou.

Por mim não há problema nenhum ficar montada,
Sendo o centro das atenções, mas não teria o mesmo efeito,
Pois afinal, não é Natal. Eu sou o símbolo que o Natal chegou!
Sei que é muita pretensão de minha parte, mas eu queria me sentir assim.

Sendo o centro das atenções, todos os dias de mais um ano que se aproxima.


Agora vou para um armário, dentro de uma caixa fechada, apertada.
Alguns vão me colocar em sacos, e serei guardada, em um canto não visível da casa, ou vou dividir um lugar, no guarda roupa cheio de coisas esquecidas,
Aguardando durante alguns onze meses para ser lembrada e montada novamente.
Bem, assim vai acontecer comigo, uma simples árvore de Natal.

Fiquei animada quando ouvi uma pessoa dizer: Todo dia é Natal!
Eu me empolguei com isso, pois assim, não precisava ser desmontada.
Mas, depois entendi que o “Todo dia”, estava se referindo a Cristo,
Que é o verdadeiro motivo da existência do Natal. 

Natal significa nascimento e cada dia que uma pessoa aceita Cristo é Natal em sua vida, Já que ela acolheu o menino Jesus em seu coração.
Eu vou ficar guardada, solitária durante meses, 
Mas a mesma coisa não pode acontecer com o Cristo salvador do mundo.

Que todo dia, seja um Natal inesquecível em sua vida!
Pois Deus amou o mundo de tal maneira, para tornar cada dia,
Um dia de oportunidade de reconciliação com Ele.
Eu posso até esperar meses para ser lembrada,
Mas a humanidade não pode esperar meses para ser salva.

Anuncie Cristo e faça de cada dia, um dia de Natal. 

Autor: Diác. Edson dos Santos