ABL JUNTOS_SIB. VILA DA PENHA_24/04/2018

ABL JUNTOS_SIB. VILA DA PENHA_24/04/2018
Outras fotos no facebook da ABL. Clique na foto.

Família, criação de Deus

Não gosto muito dessa frase, por causa da palavra “projeto”, que passa um sentido de algo que está sendo experimentado, de um plano que pode falhar. Por isso prefiro dizer que a família é criação de Deus, algo acabado e perfeito.

De fato, foi Deus quem criou a família. Temos a tendência muito humana de achar que nós é que temos o poder de constituir, ou não, a nossa família, mas a verdade é que não existe nenhuma família verdadeira que não tenha sido constituída pelo próprio Deus. Nada podemos fazer sem ele.

Com a instituição da família, Deus não estava tentando fazer uma experiência com os seres humanos, um projeto que poderia dar certo ou não. Este é outro grande erro nosso: não podemos começar uma família contando com a possibilidade de dar errado. Pelo contrário, a Bíblia diz que a família é para a vida toda. Nada pode separar o que Deus ajuntou. Família é para dar certo.

Santidade na família, o grande desafio

O lar é o único lugar onde não podemos “usar máscaras”, isto é, onde não podemos enganar as pessoas, pois elas nos conhecem na intimidade. Nossos familiares nos conhecem como nós realmente somos e não apenas na nossa aparência. Por isso, o lar é o lugar em que a santificação se torna verdadeiramente um desafio.

Muitos “santarrões” aos olhos dos demais membros da igreja  são verdadeiros “demônios” aos olhos dos seus familiares. Muitos filhos de crentes, inclusive filhos de pastores e outros líderes, rebelam-se contra Deus, ou tornam-se indiferentes a Deus, por causa de pais que vivem uma falsa santidade. E essa situação agrava-se mais ainda quando os filhos vêem os pais sendo reconhecidos como “santos” pelo povo da igreja.

Muitos “santarrões” aos olhos dos demais membros da igreja  são verdadeiros “demônios” aos olhos dos seus familiares.