ABL Juntos_Outubro 2018

ABL Juntos_Outubro 2018

Uma Igreja com um pé na rua

Existe o crente “raimundo”, aquele que tem um pé na igreja e outro pé no mundo. É o crente do tipo mundano, que dá mau testemunho e que é influenciado por tudo o que há de ruim no mundo. Mas, numa situação totalmente diferente, existe a igreja que tem um pé no templo e outro pé na rua, a igreja que é do domingo mas é também da segunda-feira, da terça-feira, da quarta-feira, etc. É a igreja cujos membros vivem, durante a semana, aquilo que pregaram e cantaram no domingo. Essa é a igreja que nós precisamos ser, e da qual a nossa cidade e o nosso país necessita.
 
A igreja com um pé na rua é a que fará diferença hoje em dia, porque o povo lá fora está cansado dessas igrejas lotadas de “adoradores” que não vivem o que pregam, dessas igrejas que oferecem solução para todos os problemas humanos em troca de uma boa oferta em dinheiro, dessas igrejas cujos “pastores”, “bispos” e “apóstolos” aparecerem nas listas de pessoas corruptas e nas páginas policiais dos jornais.


A igreja com um pé na rua é a que mostra a verdadeira face de Jesus Cristo, humilde, sofredor, amoroso, que deu a sua vida por nós. Apesar de viverem uma vida de santidade e possuírem dons espirituais, os membros da igreja com um pé na rua não vivem se vangloriando da sua santidade e nem exibindo seus dons, mas sua glória é a cruz de Cristo, sua palavra é mansa e humilde, como a de pecadores que foram alcançados pela graça de Jesus, e agora desejam o mesmo para os seus concidadãos. Eles não saem para a rua para julgar, condenar e discriminar as pessoas; ao contrário, saem para levar amor, perdão e restauração para todo ser humano, seja qual for a sua condição material, moral e espiritual.

Essa igreja tem um pé na rua porque sabe que é lá que estão as pessoas que tem que ir buscar, para trazê-las para templo, onde está o seu outro pé, lugar onde se pratica a adoração verdadeira, porque é exercitada também na rua através do seu testemunho fiel. Ela sabe que nem sempre esse templo estará cheio, porque nem todos buscarão uma vida cristã autêntica, um compromisso integral com Jesus Cristo, um coração sem compartimentos onde Deus possa entrar e ser Senhor. Mas, seja pequena ou grande, essa é a verdadeira igreja de Jesus, uma igreja com um pé na rua.

Pr. Sylvio Macri
Pastor da IB Central de Oswaldo Cruz-RJ