ABL JUNTOS

A igreja que trabalha cresce

“Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus.  De modo que nem o que planta é alguma cousa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento.  Ora, o que planta e o que rega são um, e cada um receberá o seu galardão, segundo o seu próprio trabalho. Porque de Deus somos cooperadores; lavoura de Deus, edifício de Deus sois vós” (1 Co 3.6-9).

Não é possível crescermos como Igreja se não trabalhamos para fora das quatro paredes do templo. Nada cai do céu se não houver um trabalho de fé (Hebreus 11.6). Em nosso texto acima, o apóstolo Paulo está sendo muito claro aos coríntios e a nós, hoje. Cada um tem a sua função na igreja. Um planta, o outro rega, mas o crescimento vem de Deus. 

O crescimento não vem sem orarmos e trabalharmos juntos, como uma equipe bem articulada no Espírito Santo (1 Coríntios 12.12-14; Efésios 4.11-16). Somos o Corpo Vivo de Cristo, membros uns dos outros, trabalhando neste mundo (Romanos 12.3-8).
O Senhor faz prosperar o Seu trabalho quando oramos intensamente e trabalhamos unidos, em amor, tendo compaixão dos perdidos, agindo com misericórdia neste mundo que jaz no maligno (1 João 5.19).

Deus exige de nós uma vida santa, na contramão do mundo (Levítico 19.2; 1 Pedro 1.16; 1 João 2.15-17). Como podemos ver a igreja crescer se não há oração, vida santa e trabalho árduo? O Senhor Jesus nos deu uma missão clara de irmos por todo o mundo e pregarmos o Seu evangelho (Marcos 16.15). Somos cooperadores de Deus para administrarmos a Sua obra. Somos mordomos e cada um de nós deve ser encontrado fiel (Mateus 25.21,23). O Senhor requer de cada um de nós o uso dos talentos (naturais) e dos dons (espirituais) para que o Seu Reino cresça em toda a parte. Não podemos, em hipótese alguma, nos acomodar ou estagnar diante das mazelas terríveis deste século. Há fome de pão, paz, amor, integridade, segurança e esperança. Nós temos a solução que é Cristo Jesus no coração. Jesus Cristo é a nossa suficiência. Ele é a única esperança.

Precisamos ter a consciência de que somos apenas coadjuvantes nessa obra tão magnifica. Somos homens e mulheres comuns chamados para um trabalho extraordinário. Paulo, no texto, deixa claro que o que planta e o que rega não são tão relevantes quanto Deus que dá o crescimento. Somos servos inúteis porque fizemos o que apenas devíamos fazer. Este foi o veredito do Senhor Jesus (Lucas 17.10). O nosso trabalho é imenso, contínuo e deve ser feito sempre na dependência de Deus.  A obra de Deus não é feita com o nosso suor, mas com o poder de Deus em Cristo Jesus. A obra de Cristo por nós na cruz e na ressurreição é que nos habilita a trabalhar para Ele. A nossa suficiência vem de Deus (2 Coríntios 3.5). O poder de Deus não se aperfeiçoa em nossa fortaleza, mas em nossa fraqueza (2 Coríntios 12.9,10).

Contribuímos para o crescimento da Igreja à medida que temos consciência de que somos cooperadores de Deus. Somos lavoura (agricultura, comida, alimento) e edifício (morada, abrigo) de Deus (1 Coríntios 3.9). Deus trabalha pelo Seu Espírito Santo na vida daqueles que dizem com convicção: “Eis aqui, Senhor; envia-me a mim” (Isaías 6.8). Deus não deu aos anjos a responsabilidade de pregarem o Seu Evangelho, mas a deu a nós por Sua graça. Nós somos responsáveis por aquilo que conhecemos, pela Revelação que recebemos de Deus. Como Pedro e João diante do Sinédrio Judeu, testemunhemos: “Não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos” (Atos 4.20).

Trabalhemos, irmãos! A vitória é certa! “Graças a Deus que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo. Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis, e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão” (1 Coríntios 15.57,58). O nosso trabalho cristão dignifica, exalta e engrandece o Senhor Jesus Cristo! Quando estivermos diante DELE, do Seu trono, ouçamos de Seus lábios: “Muito bem, servo bom e fiel, foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu Senhor” (Mateus 25.21, 23).

Pr. Oswaldo Luiz Gomes Jacob
Pastor da Segunda Igreja Batista em Barra Mansa – RJ
Fonte: www.adiberj.org