ABL Juntos_Novembro 2018

ABL Juntos_Novembro 2018

Pode uma igreja envelhecer?

A igreja que pastoreio já completou ontem 56 anos de existência, uma idade que em muitas culturas é vista como o começo da velhice. Entre alguns povos até antes dessa idade já é velhice. De certo ponto de vista, portanto, nossa igreja está envelhecendo, isto é considerando-se a contagem dos anos. Mas – cabe a pergunta – pode uma igreja envelhecer? A resposta é sim e não. Uma igreja não precisa envelhecer por várias razões, algumas das quais citamos a seguir. Por outro lado se não cumprir esses requisitos, pode até morrer.


Uma igreja não é eterna, sua existência é limitada à história desse mundo. Após o fim da história, o povo de Deus estará para sempre com o Senhor, como diz a Bíblia, e então não haverá mais necessidade dela.
Mas, enquanto neste mundo, a igreja local é um corpo cuja cabeça é eterna – Jesus Cristo. Se ela retiver a “Cabeça, com a qual todo corpo suprido e organizado pelas juntas e ligamentos, vai se desenvolvendo segundo o crescimento concedido por Deus”, terá vida permanente (Cl.2.19). À medida que a igreja se separa da Cabeça, adoece, definha e até morre.

Uma igreja, como qualquer organismo, precisa alimentar-se adequadamente para manter a saúde. E o alimento certo é a Palavra de Deus, que, como diz o apóstolo Pedro, é “a semente imperecível, que vive e permanece para sempre” (1Pd.1.23-25). A igreja é constituída de pessoas regeneradas por meio dessa Palavra, que precisa ser ingerida permanentemente pela igreja, para que possa manter seu frescor jovem. Se a igreja for alimentada com a palha dos ensinos falsos, poderá adoecer, envelhecer precocemente e até morrer.

Uma igreja precisa renovar-se continuamente. Não estamos falando de correr atrás de novidades e modismos, nem de promover ativismo e emocionalismo baratos. Estamos nos referindo ao que diz Romanos 12.2: “Sede transformados pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” A igreja precisa do sopro renovador do Espírito de Deus para viver, senão entra em um processo de estagnação e pode até morrer.

Uma igreja que permanece ligada e submissa a Jesus, se alimenta exclusivamente da sua Palavra e recebe continuamente o sopro renovador do Espírito, permanecerá sempre jovem.

Pr. Sylvio Macri
Pastor da Igreja B. Central de Oswaldo Cruz-RJ